Menu

Agentes penitenciários definem operação de segurança em todo o Paraná a partir de terça-feira (25)


21/06/2019


Em assembleia extraordinária realizada pelo Sindicato dos Agentes Penitenciários na manhã desta sexta-feira (21), a categoria definiu que a partir de terça-feira (25) vai realizar operação para intensificar a segurança nas unidades penais do Paraná.

Com o baixo efetivo de agentes, os servidores penitenciários não têm como garantir a movimentação de presos nas unidades. A ação exige ainda mais cautela com o fato de que a Polícia Militar já informou que ficará aquartelada a partir de 25/06 na luta em apoio ao pagamento da data-base. A ausência da PM torna extremamente perigosa a retirada de presos de dentro das celas com poucos agentes.

Ficam garantidas a distribuição da alimentação, urgência médicas e cumprimento de alvarás. Com a falta de segurança provocada pelo baixo efetivo de agentes e a ausência da retaguarda da PM, ficam suspensas as movimentações de presos para banho de sol, atendimentos jurídico, médico e social e atividades de trabalho e estudos, além do recebimento de sacolas de mantimentos das famílias.

A partir de 25/06 várias categorias de servidores públicos estaduais entrarão em greve pela reposição da inflação. O calote do governo perdura desde 2016 e os servidores já acumulam uma perda salarial de mais de 17%. As entidades sindicais reivindicam a reposição imediata de 4,98% referente aos últimos 12 meses e mais 1% para implantar em outubro e 1% em dezembro. Os atrasados ficariam para uma negociação posterior.

Plano de Carreira, Cargos e Salários

A assembleia geral também foi convocada para definições sobre a luta pela implantação do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS). Os agentes definiram que seguirão firmes na defesa da minuta apresentada pelo SINDARSPEN à SESP no último dia 14.


Tags: PCCS, data-base