Menu

Impacto da relação de trabalho na saúde do profissional do sistema prisional é debatido da Unioeste

O Seminário faz parte das ações da Unioeste para pesquisa e extensão voltadas ao sistema penitenciário.
03/06/2019


O SINDARSPEN participou do II Seminário Estadual sobre Saúde Prisional, realizado pela Unioeste, em Francisco Beltrão, no último dia 29. A diretora executiva do Sindicato, Vanderleia Leite, apresentou um panorama das condições de trabalho dos agentes na mesa "Impactos da relação de trabalho na saúde do trabalhador do sistema prisional". A mesa de abertura do evento teve a presença da agente Rejane Busolin.

A agente Rejane Busolin participou da mesa inaugural do Seminário.

Vanderleia fez um histórico da situação do sistema penitenciário no estado nos últimos 14 anos, relembrando os casos de rebeliões, motins e execuções de agentes. Um quadro que deixa ainda mais tensa uma categoria profissional que tem uma rotina marcada pela pressão e estresse, dado o público com que lida.

As publicações “Operários do Cárcere – Diagnóstico da saúde e das condições de trabalho dos agentes Penitenciários do Paraná” e “Pesquisa sobre as condições de trabalho das agentes penitenciárias femininas do Paraná”, lançadas pelo SINDARSPEN em 2016 e 2018, respectivamente, foram apresentadas pela dirigente sindical.

“É preciso prevenir, tratar e curar as doenças ocupacionais dos agentes penitenciários, que estão adoecendo e envelhecendo precocemente. Muitos nem chegam a gozar de sua aposentadoria”, relatou. Vanderleia destacou a necessidade de criação de um programa de atenção à saúde ocupacional dos agentes. “O agente penitenciário é o elo de contato entre o preso que cumpre pena e que retornará a sociedade. A execução penal precisa desse profissional; sem ele a Lei de Execução Penal não se aplica”, completou.

O Seminário faz parte das ações da Unioeste para pesquisa e extensão voltadas ao sistema penitenciário. Em parceria com os órgãos de execução penal, a universidade tem buscado compreender e articular estratégias e ações que melhorem o sistema. O público-alvo do evento foram pesquisadores, docentes, alunos de pós-graduação e graduação, e profissionais de segurança pública e de saúde que investigam ou têm interesse no tema. 

Os dirigentes sindicais Celso de Lara e Hildebrande Luz também participaram no seminário.


Tags: saúde do trabalhador