Menu

SINDARSPEN participa de reunião para pedir isonomia entre forças de segurança na Previdência


29/06/2020


Foi publicado no último dia 17 de junho de 2020 um parecer vinculante, de autoria da Presidência da República, reconhecendo o direito à isonomia para todas as forças de segurança pública da União, estendendo dessa forma o direito à aposentadoria com integralidade e paridade para todos os servidores.

No dia 25 de maio de 2020, conforme já noticiado pelo SINDARSPEN, o Governo do Paraná enviou projeto de emenda à Constituição Estadual. Porém, o projeto apresentado exige contrapartida dos servidores, como a permanência no exercício da atividade de 5 anos após completar 55 anos de idade, abrindo mão do abono permanência. 

Para propor mudança no PL estadual, na última quinta feira, 26 de junho de 2020, o presidente do SINDARSPEN, Ricardo de Carvalho Miranda, se reuniu com o deputado estadual Rubens Recalcatti  na sede da Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Paraná – ADEPOL. Presentes também o presidente  da ADEPOL, Daniel Prestes Fagundes, o presidente do Sindicato dos Peritos Oficiais e Auxiliares do Paraná - SINPOAPAR, Paulo Zampulski e o presidente do Sindicato das Classes da Policia Civil - SINCLAPOL  Kamil Salmen. 

Na reunião foi solicitado ao deputado a apresentação de emenda nos termos do parecer emitido pelo Presidente da República, concedendo integralidade e paridade aos servidores de segurança pública, sem as exigências cobradas pelo Governo do Paraná na emenda enviada à Assembleia Legislativa do Paraná.  O deputado se mostrou receptivo à demanda apresentada pelas entidades classistas e se comprometeu em, além de apresentar a emenda, fazer a interlocução com o Poder Executivo para garantir sua tramitação.

A emenda deve ser apresentada até no máximo segunda feira, 29/06, na Comissão Especial. A comissão que irá debater inicialmente o tema na Assembleia Legislativa é formada pelo Presidente deputado Delegado Francischini (PSL), Relator Deputado Tiago Amaral (PSB), deputado Delegado Recalcatti (PSD), deputado Goura (PDT) e Deputado Soldado Adriano José (PV).


Tags: previdência, segurança, policiais penais, Deputado Recalcatti