Menu

Sindicato dos Agentes Penitenciários questiona DEPEN sobre instalação de contêineres em Londrina

Superlotação de 80% vai para 100% caso o governo insista em instalar as celas modulares na CCL
12/12/2018


O Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná oficiou nesta terça-feira (11) uma série de questionamentos ao Departamento Penitenciário do Paraná sobre a transferência de 96 presos para Casa de Custódia de Londrina (CCL). O órgão já instalou 8 contêineres para abrigar os presos.
 
Caso as transferências se concretizem, a superlotação na unidade vai ficar ainda pior. A CCL tem capacidade para 288 presos e está com 505. Com a ativação dos contêineres, vai para 601 presos, mais que o dobro da capacidade da unidade.
 
Desde que foram adquiridas as 57 celas modulares pela Secretaria de Segurança Pública há um ano, o SINDARSPEN vem fazendo duras críticas à adoção do que considera um paliativo que só agrava a falta de estrutura nos presídios do estado. Isso porque há um aumento no número de presos nas unidades sem que sejam adequadas as estruturas elétrica e hidráulica e os demais espaços de convívio da massa carcerária. E, o mais grave, sem aumentar a quantidade de agentes que permitam a segurança e a movimentação dos presos para o devido cumprimento da Lei de Execução Penal.  
 
O Sindicato questiona ainda o não cumprimento de resolução do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, que estipula a existência de um agente para cada 5 presos. Na CCL, existe cerca de 10 agentes para movimentação por plantão, o que dá 50 presos para cada agente penitenciário. “É importante lembrar que a falta de efetivo não é um problema apenas da CCL, mas de todo o Paraná. Temos hoje um déficit de 1.000 agentes em todo o estado”, destaca o presidente do SINDARSPEN, Ricardo Miranda.
 
O dirigente esteve na semana passada em Londrina, reunido com agentes da CCL e da Penitenciária Estadual de Londrina II (PEL II), para receber as demandas dos trabalhadores. O SINDARSPEN avalia a possibilidade de pedir na justiça a interdição da Casa de Custódia de Londrina caso o DEPEN insista em colocar presos nos contêineres. 


Leia também: SINDARSPEN protocola Ação Civil Pública pedindo imediata suspensão dos shelters

Tags: