Policiais penais definem por grande mobilização dia 19

Nessa data, o SINDARSPEN terá reunião na Casa Civil. A depender do resultado do encontro, as mobilizações continuarão por tempo indeterminado por todo o estado



Em mais uma noite de reunião com o SINDARSPEN, os policiais penais da classe III que estão com a promoção atrasada há 3 anos definiram que na próxima quarta-feira (19/05), realizarão um grande ato no Centro Cívico. Neste mesmo dia, o Sindicato será recebido na Casa Civil para uma reunião com o Comitê de Política Salarial (CPS) e com a Secretaria de Segurança Pública (SESP).

Esse encontro está sendo esperado há dois meses, desde que o secretário da Casa Civil, Guto Silva, afirmou em reunião com o SINDARSPEN, em 03/03, que a Comitê de Política Salarial (CPS) faria uma análise financeira do pagamento das promoções aos cerca de 900 policiais penais que aguardam pela implantação desse direito há 3 anos. 

Naquela ocasião, o SINDARSPEN apresentou ao Governo um estudo comprovando a viabilidade jurídica do pagamento, rebatendo outra justificativa do Executivo, que é a Lei 173, de maio de 2020, que impede que os estados aumentem gastos com o funcionalismo público até dezembro de 2021 por causa da pandemia. O documento já havia sido protocolado antes na SESP.

A prova de que o SINDARSPEN estava certo em seus argumentos de que há possibilidades jurídicas para o pagamento é que o Governo já usou delas para garantir a promoção de servidores de outras carreiras policiais. O Sindicato entende, portanto, que é possível que o governador faça uma redistribuição das vagas dos agentes penitenciários no QPPE sem precisar violar a Lei 173/2020, tal qual fez com outras carreiras.

A depender do resultado da reunião do dia 19, os policiais penais vão continuar mobilizados em todo o Paraná. O escopo dessas mobilizações vai depender de como o Governo do Estado vai seguir tratando nossas demandas. Nosso foco serão eventos oficiais e inauguração de obras no estado. Onde tiver uma ação do Governo, lá estaremos lembrando das nossas demandas.

Também vamos cobrar que o Departamento Penitenciário tenha uma postura mais enérgica em defesa de seu quadro funcional, a exemplo de outras corporações em que o comando luta pelos servidores.

Somos cerca de 900 policiais penais aguardando esse direito. São cerca de 900 famílias passando dificuldades pela falta do pagamento dessas promoções, o que é agravado pelo não pagamento da reposição salarial há 5 anos. Não dá mais para esperar!

 FACA NA CAVEIRA COM DIGNIDADE NA CARTEIRA! ESSE É O LEMA

ATO POLICIAIS PENAIS PELA PROMOÇÃO

Dia 19/05 (quarta-feira)
Concentração às 8h, em frente à SESP (Rua Dep. Mário de Barros, 1290, ao lado do Museu Orcar Niemayer)

Policiais penais do interior, em breve, mais informações sobre as caravanas para a capital.