Falta de definição do Governo para o pagamento das promoções atrasadas leva policiais penais a novos protestos

Diante da falta de uma proposta do Governo do Estado para resolver o pagamento atrasado das promoções dos policiais penais, a categoria vai intensificar os protestos. Serão realizadas mobilizações dentro e fora das unidades penais



Em reunião realizada ontem (19/05) entre o SINDARSPEN, técnicos do Comitê de Política Salarial (CPS) e o secretário de Segurança Pública do Paraná, Coronel Rômulo Marinho, a mensagem foi de que, embora tenha recursos, o Governo não pretende aumentar as despesas com o funcionalismo, mesmo que isso seja um direito dos trabalhadores.

O próprio secretário da SESP disse no encontro que há orçamento para implantar as promoções, faltando apenas que o CPS apresente uma forma de viabilizar isso. No entanto, a equipe do Comitê de Política Salarial disse que as promoções só seriam possíveis quando da implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) dos policiais penais, que está sendo preparado pelo Executivo. A proposta do Governo é que, ao invés de implantar já a promoção atrasada há 3 anos na tabela do QPPE, isso aconteça na transposição da tabela salarial do PCCS. O problema é que não foram apresentados quais os valores da nova tabela, nem quando seria possível sua implantação, havendo, na avaliação do Sindicato, grandes chances de que esses valores sejam inferiores ao devido atualmente. Ou seja, o Governo quer que a categoria abra mão de sua promoção devida para contar com uma suposta compensação cujos valores não foram informados.

A falta de clareza do Governo não agradou os presentes no ato realizado na quarta-feira, no Centro Cívico. A atividade reuniu centenas de policiais penais da capital e do interior. O grupo, então, definiu pela intensificação das mobilizações.

Na próxima segunda-feira (24), os agentes da classe III que estão com a promoção atrasada realizarão uma reunião de trabalho para traçar pontualmente como serão essas atividades. A ideia é que os policiais penais passem a acompanhar a agenda do governador pelo Paraná, realizando protestos em compromissos públicos do chefe do Executivo.

Paralelamente a isso, o SINDARSPEN vai oficiar novamente a Casa Civil, a SESP, Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e a Liderança do Governo na casa cobrando uma solução e resgatando o histórico de negociações realizadas até aqui.

“Eles querem que a gente concorde com algo que não temos nem mesmo informações necessárias para avaliar. Assim não dá para negociar. O governo precisa colocar as cartas ne mesa com mais clareza para as negociações fluírem. Não vamos anuir com uma proposta no escuro que possa vir a prejudicar os trabalhadores", ressalta o vice-presidente do SINDARSPEN, José Roberto Neves.

A reunião dos policiais penais da classe III será realizada na segunda-feira (24), às 20h.
O link é https://meet.google.com/poo-apwm-bsf

Confira as fotos do ato dos policiais penais pela promoção, realizado em 19/05, no Centro Cívico.