Proposta de PCCS feita pelo Governo é uma afronta aos policiais penais



O SINDARSPEN apresentou ontem (24) o Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) dos agentes penitenciários que vem sendo trabalho pelo Governo do Estado sem qualquer participação dos servidores.

O Sindicato teve acesso extraoficialmente ao protocolo. Como o previsto e alertado pela entidade, o projeto do governo desvaloriza ainda mais os nossos salários e acaba com qualquer possibilidade de melhora na nossa carreira. A reunião teve a participação de mais de 400 policiais penais que ficaram completamente indignados diante da gravidade do que foi apresentado.

Em 2018 e 2019, o SINDARSPEN e a SESP se reuniram inúmeras vezes numa construção conjunta para um Plano de Carreira, Cargos e Salário justo e digno, que teve a contribuição dos trabalhadores. Porém, apesar de todo esse trabalho, o Governo do Estado passou a tramitar outro processo e sem permitir o acesso do Sindicato ao documento.

O projeto do governo prejudica todos os policiais penais, sejam eles da ativa ou aposentados, além dos futuros policiais penais que ingressarem na carreira.

Entre os principiais problemas do projeto do governo, estão:

Tabela salarial debatida entre o SINDARSPEN e a SESP, em 2019

Tabela salarial do projeto atual do Governo

Os servidores ativos e pensionistas do QPPE, ocupantes do cargo de agente penitenciário, serão enquadrados. O enquadramento se dará na classe correspondente ao de sua remuneração no mês de publicação da Lei que cria o PCCS e, caso não haja equivalência, será na classe automaticamente anterior, pagando-se compensação salarial complementar.  

Para ver a íntegra da apresentação feita pelo SINDARSPEN, clique aqui.
Para ver o processo que tramita no governo, clique aqui.
Para ver o PCCS a que o SINDARSPEN também teve acesso extraoficialmente, clique aqui.

O QUE QUEREMOS

ENCAMINHAMENTOS DE LUTA

Fazer campanha para o trabalho com segurança dentro das unidades penais, que consiste em:

Acompanhe as nossas redes e fique atento passo a passo dessa luta.