Após mobilizações, Governo diz que vai reabrir diálogo com policiais penais

Primeira reunião está agendada para segunda-feira, às 8h30, na Casa Civil



O SINDARSPEN será recebido na próxima segunda-feira (16) pelo chefe da Casa Civil, Guto Silva, pelo secretário de Segurança Pública, Coronel Rômulo Marinho, e pelo líder do Governo da ALEP, deputado Hussein Bakri, para a reabertura das negociações sobre as pautas dos policiais penais.

A agenda foi possível graças às mobilizações da categoria nos últimos dias. Nesta semana, os servidores protestaram por dois dias em frente ao Palácio Iguaçu durante eventos do governador Ratinho Jr. Na terça-feira (11), os policiais penais se agruparam em frente à sede do Executivo quando souberam da solenidade de autorização das concessões de promoções para os servidores estaduais. O grupo reivindicava a garantia de que a categoria, que está sem promoção há 3 anos, fosse contemplada com as promoções autorizadas.

No dia seguinte, durante o evento de entrega de viaturas para a Secretaria de Segurança Pública, os policiais penais fizeram um novo protesto na atividade do governador, fazendo as mesmas cobranças.

Os dois atos se somaram à mobilização do último dia 4, quando policiais penais cruzaram os braços em todo o Paraná, suspendendo a movimentação de presos nas unidades penais estaduais, e realizaram grandes atos em Francisco Beltrão, no Complexo Penitenciário de Piraquara e em frente à SESP. Nesse dia, o titular da SESP desceu ao encontro dos manifestantes e afirmou para todos que há recursos para o pagamento das promoções atrasadas de 900 policiais penais, faltando apenas o “ato normativo”.  

A solução já apontada inúmeras vezes pelo SINDARSPEN está na redistribuição das vagas da carreira dos agentes penitenciários no Quadro Próprio do Poder Executivo (QPPE). Atualmente, 60% das vagas dos estão na classe III, 20% na classe II e 20% na classe I, com as promoções acontecendo a cada 10 anos, havendo um nítido gargalo no acesso à classe II.

Para isso, é necessário que o governador publique um decreto semelhante ao publicado meses atrás para possibilitar a promoção de outras carreiras da segurança pública do estado.

Vamos seguir mobilizados

A reabertura das negociações com o Governo do Estado não pode diminuir a atenção dos trabalhadores, que deverão permanecer mobilizados, aguardando as convocações do sindicato.

Não vamos nos desmobilizar enquanto nossos direitos não forem garantidos!