SINDARSPEN protocola na Casa Civil proposta de redistribuiĆ§Ć£o das vagas do QPPE



O SINDARSPEN protocolou na Casa Civil, na segunda-feira (06), uma proposta de redistribuição das vagas dos agentes penitenciários no Quadro Próprio do Poder Executivo (QPPE). O documento considera uma proposta defendida pelos policiais penais e já apresentada ao Governo anteriormente pelo Sindicato.

A redistribuição é única medida pendente para que o Governo do Estado possa fazer a promoção - atrasada há 3 anos - de cerca de 900 trabalhadores que aguardam ansiosos pela garantia de seus direitos.

O pagamento das promoções atrasadas foi objeto de reunião do SINDARSPEN com o chefe da Casa Civil, Guto Silva, e o com o líder do Governo na ALEP, deputado Hussein Bakri, no último dia 31. Na ocasião, os representantes do Executivo admitiram a possibilidade dessa redistribuição, após a análise do governador a respeito. (saiba mais aqui e aqui) 

Atualmente, das 4.131 vagas da carreira dos agentes penitenciário no QPPE, 2.479 estão na classe III, 826 na classe II e 826 na classe, só sendo possível o acesso à classe seguinte se houver vaga disponível nela. Um terço da categoria espera há 3 anos a ascensão para a classe II.

A proposta protocolada hoje pelo SINDARSPEN pede que vagas disponíveis nas classes III e I sejam remanejadas para a classe II, possibilitando as promoções pendentes. Segundo o DEPEN, há 945 vagas livres na classe III e 433 na classe I.

Basta um decreto do governador fazendo esse remanejamento para que as promoções dos policiais penais sejam possíveis, conforme a autorização dada pelo chefe do Executivo para o pagamento das promoções dos demais servidores do QPPE e da Segurança Pública.