Menu

Guarda prisional morre em Foz vítima de H1N1


13/06/2022


A guarda prisional Cláudia Diorio Pinheiro, 49 anos, morreu neste domingo (12) em Foz do Iguaçu, após complicações decorrentes da gripe H1N1.

Há 8 anos ela trabalhava como temporária no sistema penitenciário, sempre se dedicando com muito profissionalismo. Atualmente estava lotada na Penitenciária Feminina de Foz do Iguaçu (PFF-UP).

Cláudia deixa marido, dois filhos e uma legião de amigos. Conhecida pela amorosidade, era vista pelos colegas como uma mulher com carácter ímpar, que fará muita falta aos familiares e amigos de farda.

Em nome de todos os policiais do Paraná, o SINDARSPEN se solidariza com os familiares e amigos de Cláudia.

Últimas homenagens

O velório de Claudia Diorio acontece até às 14h desta segunda na capela do cemitério municipal São João Batista (Av. Brasil, 2440, Centro). Às 14h30, seu corpo será sepultado no cemitério Jardim São Paulo (Av. Felipe Wandscheer, 3400, Jardim São Paulo).