Menu
Imprimir

QUEM SOMOS



Uma rebelião na Penitenciária Central do Estado (PCE), iniciada em 13/11/89, marcou a história da organização sindical dos trabalhadores penais no Paraná. A intervenção armada que pôs fim ao movimento dos presos também interrompeu a vida do agente penitenciário Adalberto Gomes da Silva.

Naquele momento, a categoria percebeu que chegava a hora de se unir por mais segurança e melhores condições de trabalho. Após a tragédia, foi fundado o Sindicato dos Agentes Penitenciários no Paraná, SINDARSPEN.

Em quase 30 anos de histórias a entidade se consolidou como um dos mais combativos sindicatos do Paraná e um dos mais fortes sindicatos do sistema penal no Brasil. 

Temos hoje uma das maiores representações sindicais do país, com mais de 3 mil filiados entre os 3.400 agentes que estão na carreira. Representamos mais de 90% da nossa categoria.

A atual escala de trabalho, o valor do Adicional de Atividade Penitenciária, a incorporação do AAP ao salário e tantas outras conquistas essenciais na qualidade de vida dos agentes penitenciários no estado existem graças à luta do SINDARSPEN.

Uma luta repleta de sonhos, coragem e união.

Entramos para a história ao termos um dirigente como primeiro agente penitenciário do país a integrar o Conselho Nacional de Política Nacional e Penitenciária; ao realizarmos o primeiro estudo aprofundado sobre trabalho e condições de saúde dos agentes penitenciários; ao protagonizarmos a luta contra a aprovação da reforma da Previdência; ao termos protagonismo na luta nacional em defesa da Polícia Penal; e em tantos outros momentos onde levar a voz da nossa categoria se fez necessário.

Também ocupamos espaços que possam ecoar as necessidades dos agentes penitenciários em busca de apoio às nossas lutas, como Conselho Permanente de Direitos Humanos do Paraná e o Fórum de Entidades Sindicais.

Seguiremos firmes na luta por um sistema penitenciário mais justo e humano.
Confira o vídeo sobre a nossa história: