Menu

Em Foz, direção regional do Depen se compromete em diminuir movimentação de presos


06/02/2020


Nos últimos dias 2, 3 e 4, o presidente do SINDARSPEN, Ricardo Miranda, e a diretora Vanderleia Leite visitaram as unidades penais de Foz do Iguaçu. A diretoria do sindicato também se reuniu com o diretor regional de Foz de Iguaçu, Marcos Marques, e os diretores das unidades penais locais para tratar de temas específicos de cada unidade.
 
Assim como em todo o estado do Paraná, os policiais penais de Foz do Iguaçu apontaram a falta de efetivo como principal problema para desenvolver o trabalho. Como resultado da reunião, os gestores locais se comprometeram em diminuir a movimentação de presos, enquanto não houver contratação de mais efetivo.

O presidente do SINDARSPEN, Ricardo Miranda, reafirmou que é inaceitável o que o governo do Paraná vem fazendo com os policiais penais. “Não há contratação de novos servidores e, o pouco efetivo que sobra no interior das unidades precisa se desgastar para efetivar toda a demanda de serviços cobrada pelo Departamento Penitenciário. Vamos incentivar a categoria a realizar somente as movimentações possíveis,  não faremos mais o trabalho de 3, 4 ou 5 pessoas ao mesmo tempo,” disse.

Para a diretora do Sindicato, Vanderleia Leite, "o Governo do Paraná faz propaganda para fora, dizendo que aqui é modelo de gestão prisional, mas em nenhum momento diz que esse modelo é feito explorando os policiais penais, nos expondo à condições de trabalho totalmente precárias.”

A diretoria do SINDARSPEN seguirá com as conversas nas unidades penais do Paraná. Já na próxima semana, a agenda será em Cascavel e Cruzeiro do Oeste.

 


Tags: polícia penal, agentes penitenciários