Menu

Reforma da Previdência: entidades de policiais e agentes buscam agora emenda no Plenário da Câmara


05/07/2019


Depois de rejeitada a emenda que criava regras mais justas para as categorias de segurança, inclusive para os agentes penitenciários, o texto da PEC 6/2019, da reforma da Previdência, segue para votação já na próxima semana no Plenário da Câmara Federal.

As entidades representativas dos servidores da segurança pública continuarão unidas na luta, congregadas por meio da União das Polícias do Brasil (UPB), onde os agentes penitenciários são representados pela Associação Nacional dos Agentes Penitenciários (Agepen-Brasil).

As lideranças dos sindicais estão buscando agora articular uma emenda de Plenário que beneficie as categorias. "A ideia é construir e negociar um texto que melhore as condições da aposentadoria do agente penitenciário com chances de ser aprovado em Plenário", ressalta o vice-presidente do SINDARSPEN, Jose Roberto Neves, que faz parte das articulações como membro diretivo da Agepen. 

Na avaliação de Neves, no Plenário a disputa será ainda mais intensa já que para ser acolhida, ela emenda precisa de 308 votos (2/3 dos deputados federais). "São mais deputados pra convencer, mas por outro lado vamos com o peso das últimas manifestações dos policiais que ecoou por todo o Congresso", avalia.


Tags: aposentadoria especial, reforma da Previdência